Projeto Follow the Portuga

09.10.2016


Esse é meu primeiro post no blog, ainda meio perdido, sem saber em como escrever, espero que o tempo aprimore minha escrita hehe. A decisão de fazer o blog sobre minhas viagens se baseou em três coisas, o primeiro motivo é ter um tipo de “diário” pessoal só que online, o segundo motivo é de compartilhar e ajudar pessoas a viajarem, da mesma forma que outros blogs e sites me ajudaram, eu espero ajudar vocês e o terceiro motivo é escrever um relato da viagem que irei fazer no dia 25 de janeiro de 2017, relatando desde a fase de planejamento ate o dia da partida e depois os relatos do dia a dia da viagem.

 

No último ano da faculdade, eu e mais dois amigos (Bruno Nascimento e Gustavo Passos) numa bela conversa levantamos a hipótese de realizar um mochilão pela Bolívia, Peru e Chile, naquela época o acesso a internet não era tão fácil como é hoje, logo as informações eram mínimas e nossa capacidade em encontra-las também era nula, éramos os famosos mochileiros de primeira viagem, baseamos nosso planejamento em mapas do Atlas e no livro Guia Criativo para o Viajante Independente da América do Sul, esse livro se tornou sagrado durante a viagem, já que concentrava todas as informações necessárias para a viagem, após meses olhando o mapa, lendo o livro e juntando os 1.100 dólares que seriam gastos na viagem, em julho de 2009 pegamos nossas coisas e partimos rumo a Campo Grande. Nas minhas viagens sempre busco uma interação social com a comunidade, claro que as paisagens e passeios sempre serão a cereja do bolo, mas o que faz uma viagem ser especial para mim é o contato com o povo e conhecer seu modo de viver, isso me traz uma satisfação pessoal e um aprendizado que carrego para sempre.

 

Claro que ninguém nasce sabendo o que quer da vida e o que te faz feliz, tudo passa por um processo de vivência, e só fui descobrir que era apaixonado por esse estilo de viagem no ano de 2009 na época da faculdade. Nosso roteiro era o seguinte: Ir de avião ate Campo Grande (pegamos uma ótima promoção pela Azul) depois ônibus ate Corumbá, atravessando a fronteira de táxi para chegar em Puerto Quijarro e pegar o trem ate Santa Cruz de La Sierra, depois de Santa Cruz todos os trajetos foram feitos de ônibus, indo para La Paz, Copacabana, Puno, Arequipa, Nazca e terminando em Cuzco, nosso planejamento era depois ir para San Pedro do Atacama, fazer o deserto ate Uyuni e subir de volta a La Paz, mas infelizmente em Cuzco, eu e meu amigo Gustavo ficamos sem dinheiro e tivemos que voltar, porem Bruno completou a missão ate o fim!

 

Bom, foi assim que tudo começou, se eu não tivesse dado esse start inicial, não estaria 07 anos depois escrevendo um blog sobre os mochilões que já fiz e sobre aqueles que ainda farei, vou escrevendo em ordem cronológica algumas viagens que fiz e separando por partes, para que os posts não fiquem tão grandes assim, ninguém merece ficar lendo textão e também escreverei sobre o planejamento para a viagem do ano que vem. Espero que gostem.

 

 

 

Follow me

 

 

 

 

Please reload

FAÇA SUA RESERVA AQUI
  • Facebook - Black Circle
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon
Posts Recentes
Please reload

INSTAGRAM

© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now