Dia 07 - Trinidad - Cuba

05.06.2017

Sétimo dia de viagem
26/04/2017 – Quarta Feira - Trinidad

 

 

 

Acordamos às 06 da manhã e fomos rumo ao terminal para pegar o caminhão que iria para a Playa Girón, porem ele passa com menos frequência que o de Santa clara, na verdade só passa uma vez pela manhã, as 07h30min, as sete já estávamos lá, mas o tempo foi passando e nada do caminhão, nesse tempo eu comi, escrevi e ate dormi no banco da praça, ate que deu 09h30min e abortamos a missão de ir para Playa Giron, uma merda, mas vida de mochileiro não é fácil aqui em Cuba, tínhamos ate outras maneiras de ir, mas todas acima do que poderíamos pagar, assim fomos buscar táxi compartilhado para Trinidad, inicialmente pediram 8 cuc, fechamos nos 5 Cuc´s, no táxi havia um alemão que tinha pago 7 Cuc´s e um casal de franceses que pagou 10 Cuc´s cada um, nessa o taxista veio falar com a gente para não contarmos o preço a eles, e assim ficamos sabendo quanto os gringos pagaram, a viagem durou uma hora e meia e o final dela é muito bonito, vai beirando o mar com diversas praias desertas, ao chegar fomos buscar quarto para alugar e a conversa começou nos 30 Cuc´s e acabou nos 15 Cuc´s de sempre, resolvemos ficar 2 noites na cidade, a dica que eu dou é simples, só falar que esta disposto a pagar 15 Cuc´s. A primeira casa recusou, a segunda também , a terceira vendo tudo de longe, aceitou nossa oferta, aqui há muitas casas e todas são sinalizadas, com a autorização para receber turistas, então é só andar pela rua e achar o seu preço, após guardar as mochilas fomos passear na cidade, se situar onde ficam os ônibus, os táxis, restaurantes baratos e etc, só que cometemos um erro primário em não pegar o endereço da casa, ou seja, nos perdemos totalmente, levamos mais de 1 hora para achar nossa hospedagem de volta, foi ate divertido.

 

Trinidad é parecida com Paraty, muito bonita e charmosa, mas é uma cidade extremamente voltada para o turista, os PALADARES por aqui não existem, pelo menos não encontramos, e os restaurantes mais simples te cobram 4 Cuc´s, fora a bebida, única coisa barata que encontramos aqui foi umas pizzas caseiras, comemos elas no almoço, 2 mini pizza de queijo e 1 refresco, deram 1 Cuc, após isso fomos em busca de caminhão para Topes de Colantes, um lugar que tem trilhas e cachoeiras, tem tour para la, mas é caro, assim descobrimos um local onde saiam caminhões com os trabalhadores da região, só que saem as 06 da manhã do outro lado da cidade, mas topamos a parada, após isso fomos subir um monte que da uma bela visão para a cidade, seu mar e suas montanhas, um lugar muito bonito, de lá começamos a escutar musica na cidade e resolvemos ir para o centro, já era quase 20 horas e estava na hora de jantar, encontramos um lugar que vendia um arroz frito com salada e presunto, tomei um suco e um refrigerante, e me custou 4 Cuc´s, muito caro, mas por aqui foi o mais barato que encontramos, em comparação antes comíamos por 1,5 Cuc com um belo peixe ou carne, aqui nem isso, para quem tem dinheiro, Trinidad é perfeita, nós, mochileiros viajantes durangos sofremos um pouco, depois do jantar fomos para a casa onde estamos, era hora de tomar um bom banho, dormir, já que amanhã era dia de acordar as 05 da manhã.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Follow me

Please reload

FAÇA SUA RESERVA AQUI
  • Facebook - Black Circle
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon
Posts Recentes
Please reload

INSTAGRAM

© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now