© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

Havana, a capital cubana.

28.05.2017

 

 

Havana é a capital de Cuba e a cidade mais importante da ilha, é um dos lugares mais visitados pelos turistas, a cidade é bem grande, dando oportunidade para você escolher o bairro que prefere ficar, sendo que a grande maioria prefere ficar perto do centro, no bairro Havana Vieja ou em algum dos grandes hotéis no Malecón, perto do mar, cada lugar tem sua beleza e encanto, eu preferi ficar mais afastado desses 2 lugares, bem próximo ao Estádio Latino-americano que fica a 10 minutos da praça da Revolução, lá é um lugar mais local, meio longe do centro, cerca de 3/4 km de distancia.

 

Havana tem muitos predios abandonados, ou bem velhos, coisa que em outras cidades já não se vê tanto, mas isso da um ar charmoso para a cidade, junto aos carros antigos e pessoas bem tranquilas, tudo isso faz de Havana ser uma cidade especial e diferente da grande maioria, sendo um lugar super seguro, te da a liberdade de andar por qualquer rua sem ser incomodado.

 

 

 

- Como chegar

 

Geralmente todos os voos para Cuba têm como destino de chegada em Havana, a capital do país, porém o aeroporto fica um pouco mais distante da cidade, caso você chegue de dia é possível pegar um ônibus que custa 1 peso cubano que passa perto do aeroporto, é necessário andar ate a avenida e esperar ele passar com a numeração P122, ou então ir de taxi, geralmente o taxi vai te cobrar 30 cuc´s por cabeça, mas no fim eu consegui por 10 cuc´s a pessoa, para mim e uma colombiana que conheci no voo, acabamos rachando o taxi para ficar mais barato.

 

- Hospedagem

 

Havana é a maior cidade cubana, o que não falta é lugar para ficar por lá, existem muitas casas disponíveis por toda região, eu preferi ficar próximo ao Estadio Latinoamericano, que fica a uns 10 minutos da Praça da Revolução, ele fica mais longe do centro e de Habana Vieja, o lugar mais turístico da cidade, preferi assim, pois ficaria mais perto dos bairros, para ter esse contato com o povo local, e quando fosse para o centro poderia ir caminhando tranquilamente pelas ruas ate chegar lá e assim ir conhecendo a cidade.

 

 

 

 

Eu fiquei na casa da Dona Teresa, na Avenida 20 de Maio, ela mora no prédio azul no nono andar, ao lado do estádio, o valor da diária varia de 6/8 Cuc´s por noite, o quarto tem 05 camas de solteiro, virando uma espécie de hostel, o legal é que você pode conhecer mais mochileiros dessa forma, tem um banheiro dentro do quarto, ventiladores e agora ela esta providenciando um ar condicionado, já que o verão esta chegando, além disso você pode conhecer um dos filhos dela (Jorge) e o marido (Fran), isso te da uma interação muito boa com o povo cubano, você pode conversar de tudo, tirar suas duvidas sobre o país, pedir dicas, realmente é muito bom ficar nessas casas de família, uma experiência bem diferente e para mim bem melhor, você depois de alguns dias acaba se sentindo em casa.


- Alimentação

 

No começo ainda estava tentando pegar os esquemas de como comer barato, mas depois de um dia não tem erro, o principal é ver aonde os cubanos vão, e sempre verificar o cardápio, se ele estiver em peso cubano, que é a moeda nacional, provavelmente é um lugar barato, geralmente são lugares simples, que mal tem lugar para sentar, mas a comida é farta e boa, nos cafés da manhã era a mesma coisa, procure pequenas lanchonetes, lá você poderá comer sanduiches e tomar suco natural, em alguns lugares 2 lanches e 1 suco dava 10 pesos cubanos, coisa como 0,40 Cuc´s, por ai, o almoço fica em torno de 35 a 45 pesos cubanos, não chega a 2 Cuc´s, por isso que eu preferi ficar nos bairros mais distantes da zona turística, quanto mais perto dos turistas, mas difícil fica de encontrar esses lugares, ai só terá aqueles restaurantes caros para ir, onde você almoça por 07 cuc´s, sem contar a bebida e a gorjeta.

 

- Segurança

 

Nos primeiros dias a gente ainda fica meio receoso, brasileiro que somos sempre ficamos espertos com celulares, quando a noite chega ate assusta um pouco, a iluminação publica é bem ruim, ruas ficam totalmente escuras, mas mesmo assim não acontece nada, totalmente seguro, depois de 2 dias você já esta andando pelos lugares mais pobres da cidade gravando vídeo com o celular e andando as 2 da manhã pela cidade com a certeza que não acontecera nada, a segurança foi uma das coisas que mais me impressionou aqui, e isso significa liberdade, era livre para andar para qualquer canto a qualquer horário sem me preocupar com assalto, isso foi uma das experiências mais legais que passei na ilha.

 

 

 

- Câmbio

 

Em Havana existem diversas CADECAS espalhadas, só se informar qual a mais próxima da sua hospedagem para realizar a troca, no começo é normal ficar um pouco confuso, é ate bom anotar isso, CUC´s  são os pesos convertíveis, essa é a moeda do turista, que geralmente usa para pagar hospedagem e transporte, você pode usar ela no dia a dia também, a diferença que a pessoa ira fazer a conversão do peso cubano para Cuc´s para poder receber dessa maneira.

 

01 Cuc = 01 Dolar/Euro, existe uma leve diferença, mas para ficar mais pratico melhor deixar assim, então como é possível ver, tem que tomar cuidado ao gastar em CUC, já o peso cubano que é usado em muitos mercados e restaurantes locais , 1 CUC = 24 pesos cubanos, logo gastar em peso cubano é mais vantajoso, como falei acima, tem ônibus da cidade que custa apenas 1 peso, refrigerante a 10 pesos, suco natural a 3 pesos, lanche a 05 pesos e refeição a 25/45 pesos cubanos, esse é o segredo para economizar em Cuba.

 

Eu sempre andava com as duas moedas no bolso, na própria CADECA, você troca seu dinheiro por CUC´s e depois troca alguns CUC´s por CUP, que são os pesos cubanos, deixava um bolso reservado para os CUC´s e outros para os CUP´s, assim ficava mais fácil de gastar o dinheiro no dia a dia.

 

 

 

- Passeios

 

Aqui em Havana, os passeios que tem para se fazer são conhecer os monumentos históricos em homenagem aos libertadores de Cuba, como Jose Martí e Maceo, e dos revolucionários, como Che e Camilo, além disso, tem diversas praças, tem o malecón e o museu da revolução.

 

Um dos primeiros passeios que fui fazer, e por estar próximo também, foi conhecer a Praça da Revolução, é lá que o Governo Cubano dirige o país, todos os prédios da região são ministérios, e nele se encontram 2 homenagens das mais famosas de Cuba, o rosto do Che Guevara com a frase “ Hasta la victoria siempre” e de Camilo Cienfuegos “ Vas bien Fidel”, na frente dessa praça tem um enorme monumento e um museu ao libertador Jose Martí, que foi um dos lideres cubanos contra os espanhóis pela independência de Cuba.

 

O segundo lugar é o Capitólio, que ate se parece com a Casa Branca, e ate se pode imaginar que lá é o lugar do governo, mas na verdade não é e no momento que fui ele esta fechado para reformas, ali será um museu.

 

 

 

O terceiro lugar visto foi o Museu da Revolução, a entrada custa 08 Cuc e lá é onde você poderá entender um pouco mais da historia cubana, que conta sobre o período pré e pós-revolução, com muitas fotos e capas de jornais da época, vale a pena ler tudo e entender uma parte da história cubana.

 

O quarto lugar foi passear pelo Malecón, que é a região costeira que tem um calçadão, no caminho ate o centro de Havana você encontra muitos monumentos da independência cubana, e também a embaixada americana.

 

O quinto lugar foi ir à região do hotel Havana Libre, ali tem a universidade de Havana e é uma região bonita para se passear, com avenidas grandes, dali você pode ir ate o centro velho que não é tão longe assim.

 

 

 

O sexto lugar é simples, é uma sorveteria próximo ao Hotel Havana Libre, é um lugar muito conhecido pelos cubanos chamado de COPPELIA, onde vende o melhor sorvete de Cuba, no menor preço possível, você come 05 bolas de sorvete por 05 pesos, muito barato, esta sempre com fila, mas que dura cerca de 30 minutos, as filas são para a organização do lugar apenas, vale muito a pena conhecer lá.

 

Para quem quer ir a um lugar barato para tomar um mojito, cuba livre ou coisa do tipo, existe um lugar muito bacana chamado CASA BALEAR, fica próximo ao Coppelia, coisa de 05 minutos andando, em uma esquina com outra grande avenida, lá tem mojito a 15 pesos cubanos e cuba libre por 20 pesos cubanos, muito barato, menos de 1 cuc... o lugar é bacana e sempre depois das 18 horas fica lotado, o lugar é mais visitado por cubanos, mas já percebemos que esta ficando famoso pelos turistas, sempre encontramos outros viajantes por lá.

 

Um lugar para sair a noite, é ir a Fabrica de Artes, a entrada custa 2 cuc´s e ali tem 2 pistas de dança e uma exposição de arte em todo lado, realmente é um lugar muito bonito, mas é bem cult, quando fomos tinha uma banda que tocava rock, então não é uma coisa cubana de tocar salsa e reggaeton, vale a pena a visita porque da a sensação que você nem esta em Cuba pela quantidade de gringos.

 

 

 

 

Fora tudo isso, a parte mais legal é andar pelas ruas sem rumo, conhecendo as casas cubanas por fora, almoçar nos lugares locais, experimentar algum doce caseiro ou tomar aquele suco natural, escutar a musica cubana ecoando pelas ruas e andar sem rumo, sem a preocupação de ser assaltado ou cair em uma rua errada. Havana é uma cidade diferente e especial, não tem muito como explicar, só indo para saber, e claro manter sempre a mente aberta para absorver o máximo possível, ir com a mente já direcionada para criticar tudo o que vê ou elogiar tudo o que vê, pode te dar certa ilusão sobre o lugar, como todo país, como toda cidade, Cuba tem seus pontos positivos e seus pontos negativos, tem suas coisas que funcionam perfeitamente e aquelas que precisam melhorar, basta você estar livre de preconceitos e curtir tudo o que a ilha pode te oferecer.

 

É isso ae galera...

 

Espero que tenham gostado do relato e...

 

 

 

Please reload

FAÇA SUA RESERVA AQUI
Posts Recentes
Please reload

INSTAGRAM
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now