© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

Mucugê - A terceira cidade da Chapada Diamantina.

03.10.2017

Mucugê foi a terceira e última parada na bela Chapada Diamantina, uma pequena cidade que não chega a ser tão turística como Lençóis, e nem tão roots como Vale do Capão, das três, achei que era a menos turística. Uma cidade bem agradável para a noite tomar um sorvete e caminhar pelas ruas da cidade.

 

Claro que a região oferece muitas coisas, há tanta trilha na região que foi triste ir embora sem poder fazê-las, tínhamos apenas 02 dias e resolvemos focar nos lugares mais famosos e bonitos da região, que foram conhecer o Poço Encantado, Poço Azul e a Cachoeira do Buracão, uma das melhores cachoeiras que já fui na minha vida.

 

 

 

Então vamos ao relato:

 

 

- Hospedagem

 

Ficamos hospedados em uma pequena pousada em Mucegê, existem algumas pela rua principal, conseguimos chorar um preço em um quarto simples com banheiro fora do quarto no valor de 40 reais sem o café da manhã, não tem tanta opção de hospedagem pela região, não encontramos camping para ficar e muito menos hostel.

 

**** Aos amigos do blog que vão viajar e reservar sua hospedagem, peço para usarem minha caixa de pesquisa na página inicial do site, assim o Booking/Hoteis.com repassa uma parte da comissão para mim, ajudando eu a seguir com o trabalho aqui no blog, isso não gera nenhum custo adicional para você. Valeu =] ****

 

- Transporte

 

Infelizmente no Brasil o turismo não tem o investimento e a estrutura que merecem, geralmente se você não tiver um carro, você não conseguira chegar a lugar nenhum, só se estiver viajando de bike ou carona, pois se depender de transporte público dificilmente chegara aos lugares turísticos, ou então vai ter que depender de agências de viagem que vão cobrar o olho da cara e nem é em toda cidade que elas existem. O que posso recomendar é ter um carro, ou alugar um, pegar o mapa da cidade com os pontos de seu interesse e dirigir ate ele, aqui você já tem dicas dos principais pontos, jogue no google maps e vá.

 

Em Mucegê, encontramos uma empresa de turismo, isso facilita para quem não tem carro, ou que não queira alugar um por lá, a questão é que tem muito passeio que daria para fazer sem guia, nem nada, somente indo ao lugar, mas sem carro, sem chance, você terá que fechar passeio nas agências, não tenho nada contra elas, só que eles tem tudo planejado, caso você goste mais de algum lugar e queira ficar mais algum tempo, não será possível, você acabada perdendo um pouco da sua liberdade, algumas pessoas acabam fechando passeio já em Lençóis também para conhecer essa região.

 

 


- Alimentação

 

No centro da cidade tem alguns mercadinhos bem completos, os mercados são simples, mas tem o básico. Existem alguns restaurantes no centro da cidade, ali próximo ao coreto, descendo pela rua a direita, tem um lugar a noite que vende um maravilhoso PF por apenas 14 reais, é tanta comida que da para 2 pessoas tranquilamente.

 

- Segurança

 

Mucegê é uma cidadezinha bem do interior, tem uma delegacia que fecha a noite e com apenas um carro na frente hehehe,  a cidade é bem iluminada a noite, aparentando um lugar seguro para passear.

 

- Passeios

 

Poço Encantado:  A entrada custa 25 reais e digo que vale muito a pena, o poço é um lugar incrível, existe uma fila que precisa ser respeitada, então eles vão formando os grupos, tivemos que esperar em torno de 40 minutos para chegar a nossa vez, eles dão capacete com lanterna para te ajudar no caminho, e o guia além de acompanhar, explica um pouco sobre a historia do lugar, foi a primeira vez que tive um contato com um poço que tem mais de 60 metros e esta cheio de água, que é tão cristalina que você nem consegue perceber. O ideal é você chegar das 10h ate as 13:30h para pegar a entrada do Sol no poço.

 

 

 

Poço Azul: Esse é outro lugar incrível, custam os mesmos 25 reais e você tem a oportunidade de fazer flutuação, por isso que lá em Lençóis eu acabei não fazendo, porque lá a entrada era 25 reais e mais 40 reais só da flutuação, aqui você paga a entrada e tem direito a fazer, bem mais barato e mais bonito também, a diferença é que as vezes a espera é longa, nos horários mais cheios chega a ter que esperar 2 horas, nós esperamos cerca de 45 minutos, enquanto isso ficamos no bar que tem no local comendo um pastel de frango (06 reais rs), você tem direito de ficar uns 30 minutos na água e é incrível. O ideal é chegar do 12:30h ate às 14:30h, mas não se esqueça das filas, eu acabei fazendo as 16 horas, foi praticamente o último grupo, mas mesmo assim gostei muito, deu para curtir o lugar.

 

 

 

Cachoeira do Buracão: Uma das melhores cachoeiras que já vi na vida, MAS depois descobri que tive certa sorte, pois o volume da água estava muito alto, então deixou ela mais impressionante, você precisa encarar uma trilha de 03 km ate lá, é necessário o uso de colete salva vidas, ai você entra na água, tem que ir nadando ate uma certa parte, subir nas pedras e se aproximar do Buracão, o caminho todo tem a ajuda de guias, com boias para se alguém tiver alguma dificuldade, pois a correnteza estava muito forte, a água era tão forte e o barulho tão alto que tive ate dor de ouvido, fora o momento em que atravessei de um lado para o outro e me senti no meio do mar em uma tempestade hahaha. Porém nem tudo são flores, a água do lugar é bem escura e quando decidi voltar, fui dar um salto na água e não vi que tinha uma pedra bem abaixo, bati meu dedo do pé, que quase quebrou, chorei de dor e tive que voltar para a cidade com muita dificuldade, fiquei com essa dor por uns 2 meses, foi complicado.

 

 

 

 

O local só dá para ir com guia, geralmente cobra em torno de 40 reais por pessoa, mas como tínhamos conhecido uma galera no Poço Azul, combinamos de ir juntos para o Buracão, assim conseguimos fazer o passeio a 35 reais, já que estávamos em 06 pessoas.

 

 

Esse foram os nossos 2 dias pela região de Mucugê, a Cachoeira do Buracão fica em Ibicoara, 65 km de onde estávamos, mas rodar pela Chapada é tão bom que não custa nada rs, quem quiser pode ser hospedar em Ibicoara também, além disso, tem outros trekkings para fazer na região como a Cachoeira Encantada por exemplo, ou então a Lapa do Bode, uma gruta que parece ser bem legal. O que não falta é lugar para conhecer na região, da para ficar um mês facilmente na Chapada Diamantina.

 

 

 Deu ruim! hehehe

 

Era hora de partir, depois de 15 dias praticamente fazendo trekkings e conhecendo Parques Naturais, era hora de conhecer o litoral baiano e relaxar na praia, a ideia era fazer algumas cidades, porém logo no primeiro lugar em que paramos nos apaixonamos pelo clima da cidade, mas isso fica para o próximo post.

Espero que tenham gostado e...

 

Follow me

 

 

 

Please reload

FAÇA SUA RESERVA AQUI
Posts Recentes
Please reload

INSTAGRAM
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now