Dia 30 - Havana - Cuba

Trigésimo dia de viagem 19/05/2017 – Sexta – Havana

Assim chegou meu último dia na ilha, uma mistura de sentimentos domina meu coração, a felicidade de um sonho realizado, com as saudades dos lugares que eu passei. Cuba ficará marcado em mim para sempre, acordei as 04 e 30 da manhã, arrumei minhas coisas no maior silêncio, assim Fran e D. Teresa acordaram para se despedir de mim, dei uma segurada na emoção e como todo mochileiro em todos os lugares que passa tem que dizer para si mesmo VIDA QUE SEGUE, e assim me fui, pela escuridão da cidade que ainda dormia tranquilamente, fui andando passo a passo sempre com o pensamento "sera a última vez que ando por essa rua", lá vem a tristeza de novo, mas vida que segue né?!

Ao chegar no ponto de ônibus fiquei ansioso pelo ônibus chamado P12, não sabia se ele iria passar a tempo, e se não passasse teria que me virar para arranjar um transporte ate o aeroporto, por sorte, depois de 30 minutos o ônibus apareceu, paguei 1 peso cubano e fiquei sentado olhando a cidade passar pela janela, não tinha ideia de onde descer, mas os cubanos como sempre me ajudaram e me avisariam quando eu tivesse que descer, nesse tempo conheci 02 mexicanos que estavam indo para o aeroporto também, eles eram estudantes de Medicina, já estavam a 04 anos por lá e iam passar 02 semanas no México para visitar a família. Assim, chegou a hora do meu embarque, tive um puta de um problema porque meu voo ia para Cartagena, e eu para embarcar devia ter alguma passagem com saída da Colômbia, não sabia disso, fui obrigado a comprar uma passagem e com 10 minutos para tomar uma decisão e sem internet, resolvi comprar uma para o dia 20/06, uma semana antes do meu aniversário, se eu já estava triste, fiquei muito mais, não queria decidir o fim da minha viagem dessa forma, não mesmo, mas vida que segue. Antes de terminar os posts de Cuba, vou deixar um pequeno paragrafo e uma das melhores fotos da minha viagem. " A pessoa que esta agora reorganizando e polindo estas mesmas notas, eu, não sou mais, pelo menos não sou o mesmo que era antes. Esse vagar sem rumo pelos caminhos de nossa Maiúscula América me transformou mais do que eu me dei conta(...) A menos que você conheça as paisagens que eu fotografei em meu diário, será obrigado a aceitar minha versão delas. Agora, eu o deixo em companhia de mim, do homem que eu era..."

Ernesto Che Guevara

Follow me

1/27

© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now